Menu Lateral
 
Barroso, 25 de Junho de 2017 :: 70 visitantes online.

Nota oficial da Prefeitura de Barroso sobre suposta "denúncia" em rede social

Publicado em 04/03/2015 00:00:00


O MUNICÍPIO DE BARROSO, neste ato por seu Procurador Geral, vem a público esclarecer questão veiculada em rede social no dia 25 de fevereiro de 2015, tendo como objeto eventual “denúncia” na área de saúde pública, mais precisamente envolvendo um dos servidores municipais – Simei Sebastião Ferreira – que foi designado para atuar junto a ambulância no evento Carnaval 2015.

Assim sendo, após ouvir as pessoas envolvidas, o Município entende que:

Primeiramente, as redes sociais são instrumento não apenas de lazer, mas também de informação. Neste ponto, perigoso é divulgar um fato tão gravoso quanto o que é narrado de forma brusca e sem compromisso de provas como foi feito pela usuária da rede social. Aliás, questiona-se até a verdadeira identidade da suposta usuária, visto que não é impossível a criação de um perfil “fantasia” para encobrir o verdadeiro autor, não ignorando eventual intuito de vilipendiar diretamente o servidor ou indiretamente a administração pública.

Pois bem, fato é que nas fotos divulgadas se torna impossível constatar o consumo de bebida alcoólica.

Contudo, o que se tem a esclarecer é que a Prefeitura Municipal não dispõe apenas de uma pessoa singular para cuidar da demanda da saúde em suas festas e que em momento algum o Carnaval 2015 ficou desprovido de profissional da saúde, visto que no momento registrado pelas fotos divulgadas outro servidor – Márcio Leandro Ferreira - ocupava as funções junto à ambulância. Neste ponto, repete-se o que mais interessa à população, o evento não ficou descoberto e paralelamente, o Município também esclarece que nenhum servidor recebeu “diária” arcada pelos cofres públicos para trabalhar no Carnaval 2015.

Por fim, voltamos a destacar que, ainda que veiculado na página de perfil de usuário particular de rede social, acusar servidor de ato de improbidade sem provas e sem verificar todo o contexto da situação é minimamente hipótese de difamação, cabível ainda as medidas privadas, cíveis e penais, a serem tomadas pelo profissional que se sinta ofendido. No mais, o Município também não descarta eventual necessidade de Direito de Resposta caso algum outro meio de comunicação divulgue os fatos sem a devida oportunidade ao contraditório.

Barroso, 04 de março de 2015.

Cícero Beserra Mouteira - Procurador Geral

 

http://barroso.mg.gov.br


Mais Notícias

(c) 2017 - Prefeitura Municipal de Barroso
Endereço: Praça Santana, nº 120 Cep: 36.212-000 - Cidade: Barroso / MG
Tel.: (32) 3359-3000 - Email: sic@barroso.mg.gov.br

Versão: 2017.04.10
Desenvolvido por: