Menu Lateral
 
Barroso, 24 de Junho de 2017 :: 27 visitantes online.

Pagamento dos precatórios de 2016 vai prejudicar ainda mais os serviços públicos em Barroso

Publicado em 02/06/2017 21:02:17



O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) aceitou a proposta do município de Barroso para pagamentos dos precatórios de 2016 e parte de 2017. De acordo com a proposta enviada pelo prefeito Reinaldo Fonseca, o município se compromete a pagar, em 2017, o valor total de R$ 2.431.028,20 (dois milhões, quatrocentos e trinta e um mil, vinte e oito reais e vinte centavos), dividido em sete parcelas de R$ 347.289,74, a partir de 25 de junho.

O montante é referente à dívida total dos precatórios de 2016, deixada pela gestão passada, no valor de R$ 1.849.975,78 (um milhão, oitocentos e quarenta e nove mil, novecentos e setenta e cinco reais e setenta e oito centavos) e mais três parcelas de 2017, no valor de R$ 193.684,14 cada uma, com um montante relativo a 2017 de R$ 581.052,42. 

As nove parcelas restantes de 2017 serão quitadas juntamente com o débito do ano de 2018, respeitando o que dispõe a Emenda Constitucional nº 94/2016. A proposta enviada anteriormente, de oito parcelas de R$ 109.917,58, foi rejeitada pelo Tribunal, fazendo com que o município enviasse a contraproposta, que foi aceita.

Prejuízos ao serviço público

De acordo com o Prefeito Reinaldo Fonseca, o pagamento dessa dívida de 2016, deixada pela administração passada, vai causar sérios prejuízos ao serviço público, que já vem sofrendo com a crise financeira e a queda de arrecadação. No entanto, é uma dívida que, se não for quitada, causa ainda mais prejuízos, com o sequestro dos valores das contas do município. “A população fatalmente vai sofrer as consequências da falta de planejamento e de responsabilidade da gestão anterior, que deixou essa dívida gigantesca dos precatórios de 2016, para um município que já se encontrava em uma situação econômica precária e com queda de arrecadação. Infelizmente, serviços básicos poderão ser comprometidos e a população poderá ser ainda mais prejudicada”, declarou o prefeito.

Ao todo, as dívidas deixadas pela gestão 2009-2016 ultrapassam R$ 2,6 milhões. Mesmo passando por um período de recorde de arrecadação, durante a expansão da fábrica de cimento, o município foi entregue com sérios problemas financeiros, que irão comprometer o serviço público por um bom tempo.

Confira, abaixo, o documento que apresenta os débitos do município com precatórios, com destaque para o valor de R$ 1.849.975,78, deixados pela gestão anterior.

 

 

http://barroso.mg.gov.br


Mais Notícias

(c) 2017 - Prefeitura Municipal de Barroso
Endereço: Praça Santana, nº 120 Cep: 36.212-000 - Cidade: Barroso / MG
Tel.: (32) 3359-3000 - Email: sic@barroso.mg.gov.br

Versão: 2017.04.10
Desenvolvido por: